Livro: Wunderkind


Eu sempre falo que só consigo ler um livro de cada vez pois não entenderia lendo mais de um, mas acabei percebendo que eu estava lendo 3 ao mesmo tempo sem nem notar. Um para o vestibular que é Helena de Machado de Assis e outro que era o Wunderkind de D'Andrea G.L, e agora estou lendo A Hora da Estrela de Clarice Lispector junto a Sementes no Gelo de André Vianco. E somado a tudo isso -sim somado pois incluí a matemática-, estou estudando várias matérias ao mesmo tempo. Esta tudo muito corrido e ainda tenho de fazer posts para o blog, mas isso não posso deixar de lado!

Muitas pessoas vão me chamar de ignorante mas eu não vejo graça nos livros de Machado de Assis, Clarice Lispector e companhia. Deve ser porque não é meu gênero de leitura. Na verdade não sei o que é, só sei que não me prendem, acho romances sem sal.
Mas vamos começar pelo começo.



Editora: Bertrand Brasil | 392 páginas | Livro no Skoob

Wunderkind é um livro que me decepcionou, não por sua história que por sinal é muito boa, mas sim porque peguei-o para ler pensando que era único e quando terminei descobri que é uma trilogia e o segundo nem foi traduzido ainda.

Sinopse 

A vida de Caius Strauss muda completamente no momento em que ele recebe uma moeda de prata de presente de um homem misterioso. E por mais que ele tente se livrar dela, o objeto sempre acaba voltando para ele. Com uma linguagem fantástica, típica de um autor que é especialista no gênero, D'Andrea escreveu um thriller de horror que traz citações de grandes artistas, como Shakespeare e Tolstói. Convincente, visionário, obscuro e, às vezes, violento, um livro elegante e bem-escrito. Wunderkind é uma experiência. Você é levado pelo autor e passa a jogar em um mundo onde nada e ninguém é o que parece. Grande história, uma rara habilidade para contar. - "Tão poderoso quanto um conto de Gaiman e tão perturbador quanto o mais ferino Barker, um livro surpreendente de um autor de estilo inovador e visionário."

Resenha 

Tudo começa com um sonho de Caius Strauss, de 14 anos onde ele esta na chuva e vê um velho num beco escuro com um bonequinho que dançava ao redor do fogo. O velho olha para o menino e o pergunta se ele é o Wunderkind, com isto ele acorda.

Após acordar e ao sair de casa para sentar na praça, um homem muito estranho, que mais parece o pinguim do Batman (já viram?), senta-se ao seu lado e lhe dá uma moeda de prata. Mas depois de vários dias tentando se livrar da moeda, esta começa a lhe fazer ver coisas super estranhas e, achando que esta louco, Caius sai andando pela cidade. Sem saber que esta sendo guiado pela moeda, acaba por parar no bairro Dent de Nuit, um lugar que não existe nos mapas.

Caius descobre que é o Wunderkind mas ainda não sabe o que isto significa só que não é algo bom e, depois da morte de seus pais para poder sobreviver, ele se vê tendo de ficar com pessoas que nunca havia visto na vida, presenciando mortes e conhecendo seres que não imaginava que existia.

Ao descobrir que Herr Spiegelman, o homem que lhe deu a moeda como presente, foi quem mandou matar seus pais e o estava querendo sabe-se lá para quê, Caius decide que quer ajudar seus novos amigos à matá-lo, mas não será tão fácil assim. Pois sem ao menos eles perceberem, Spiegelman tinha arquitetado um plano para tornar-se o ser mais poderoso da Terra e para isso precisava ter o Wunderkind nas suas mãos.

Opinião: Eu particularmente achei bem legal o livro, mas vi muitas críticas negativas sobre ele. Há vários personagens na história e as vezes você acha que esta sendo guiado para uma coisa nada a ver, porém no fim tudo se junta e você entende.

Em alguns momentos tive de ficar bem atenta para entender certas partes mas o que ainda não entendi é "O que é o Wunderkind?" nem Caius entendeu o que é ainda hehe Mesmo assim estou a espera da tradução do segundo volume pois fiquei muito curiosa com o final.

Me acompanhe também nas redes sociais
Facebook | Instagram | Pinterest | Youtube 
Arquivado em:   ,