Resenha: Revivente


Aii que saudade de fazer resenhas aqui pro blog! Eu li tão poucos livros depois que comecei a fazer faculdade que fico até triste quando lembro do meu ritmo de leitura antigo. Maas são coisas da vida, às vezes precisamos deixar alguns costumes de lado para dar lugar a coisas mais importantes. Não que a leitura não seja importante, até porque eu sempre estou lendo, seja notícias, blogs, pesquisas para trabalhos, etc. O que quero dizer é ler aqueles meus livros de histórias para minha diversão, para eu entrar em outro mundo e tal. No momento eu preciso focar nesse meu mundo mesmo hehe

Eu estava lendo Revivente desde o post 3 coisas, faz de meses, e eu nunca demorei para ler um livro assim, mas como expliquei é a faculdade gente!


Comprei Revivente já sabendo que seria um livro bom. Li resenhas sobre ele e mesmo a sinopse haviam me chamado a atenção. Eu não me recordo se já vi o filme Feitiço do Tempo de 1993 que foi inspirado nesse livro, mas adorei a história!

Jeff Winston não tem nem noção do porque ele morreu e voltou a vida com seus 18 anos, no quarto da sua época de faculdade. Está todo mundo ali de novo como se nada tivesse acontecido: seu amigo que se matou anos depois, sua antiga namorada, as lojas da época, menos alguns lugares que não existiam ainda naquele ano. No começo ele fica super atordoado, mas depois começa a tirar proveito dessa situação. Como sabia tudo o que iria acontecer dos anos em diante, ele começa a apostar em jogos, cavalos e ações da bolsa de valores se tornando milionário um ano depois. Porém ele não sabia que em 1988 morreria e voltaria novamente. Tudo o que ele conseguiu em sua segunda vida foi retirado dele, e em suas vidas sequentes, ele acaba descobrindo que não é o único que passa por esses replays.


A cada vida que Jeff perde e volta, ele faz coisas diferentes, passa por situações que não passou, conhece pessoas que antes não conheceu, então não fica aquela história monótoma e repetitiva. Num mesmo capítulo se passam anos da vida de Jeff e eu até entendo isso porque não tem como ter várias vidas dia por dia, ano por ano num livro de 317 páginas, e se tivesse seria muito cansativo. O autor foca em situações relevantes para a história e nos mostra que se tivéssemos uma chance para recomeçar de algum ponto de nossa vida, com certeza mudaríamos algo.


O que não gostei muito no livro e me tirava um pouco do foco da história é quando o autor fala sobre jogos e cavalos que pra mim e muitas pessoas que vi, não era necessário, porque, cá entre nós, eu não preciso ficar sabendo de nomes de cavalos, etc, a não ser o que ele apostou e que vai ganhar hehehe

Para os 16+, recomendo que leiam Revivente pois dá para tirar muitos ensinamentos dele! Às vezes pensamos que seria legal voltar atrás e fazermos diferente, mas isso forma outra situação que você não esperava. Nem tudo é mil maravilhas!
Nota no Skoob: 4,2

Beijos da Babis (:


Me acompanhe também nas redes sociais
Facebook | Twitter | Instagram | Pinterest | Bloglovin | Youtube 
Arquivado em:   ,